A Stranger Paradise

Add this page to Blinklist Add this page to Del.icoi.us Add this page to Digg Add this page to Facebook Add this page to Furl Add this page to Google Add this page to Ma.Gnolia Add this page to Newsvine Add this page to Reddit Add this page to StumbleUpon Add this page to Technorati Add this page to Yahoo

Bórgia Ginz

Ansiamos a instituição da livre circulação e transmissão de objectos da criação intelectual abstracta. O Homem não é; o Homem é uma potência do que pode vir a ser. E nós ambicionamos o Homem-outro. Nós não nos baseamos nas velhas teorias. Nós não nos baseamos em nada. Construimos realidade. A nossa.

astrangerparadise.com

 

Joséphine Muller

De jour en jour le besoin s'impose d'avantage. Il ne se prête plus guère à une considération détachée. La stylistique appliquée n'est pas l'observation du réel.

astrangerparadise.com/josephinemuller

 

Ian Linter

Non musika Excentrica IN! For electronikal renoise Key. Submit Random Science & reduction. Overflow cast Numar is for Den emon exp & la mort pour Vitas body convolution.

astrangerparadise.com/ianlinter

 

Juca Pimentel

Eu olho para Ti, e tenho medo, minha querida… Eu vejo-Te despida num sonho purpúreo e diabólico, e sinto nojo… e sinto vontade de vomitar, meu amor….

omnicorn.com/jp

Radio schedule

Thu Jun 20 @15:00 - 05:00pm
Free

Thu Jun 20 @20:00 - 08:59pm
O coleccionador de sons

Fri Jun 21 @15:00 - 05:00pm
Free

Sat Jun 22 @15:00 - 05:00pm
Free

Sun Jun 23 @15:00 - 05:00pm
Free

offb021 Medicide - Into the Vena Cava - A Stranger Paradise
offb024 La Main Traumatique - Cadavre Liquide - A Stranger Paradise

Newsletter

Luís Antero's latest project named Out Level consists of a laptop, electric prepared guitar or field recordings. Having had 7 releases in several netlabels around the world, it is a project composed of many sounds from one lone man. Luís is originally from a small village at the foot of the Serra da Estrela Mountain range in Portugal where his musical influences fuse with his philosophical views as well as literary references.
Vladislav Buben, well known under the name Buben, is a sound artist and an imminent pioneer of the underground scene in Bielorussia. The connexion between Buben and Anton Mobin was established by Rinus van Alebeek a few months ago, when Rinus asks Anton a technical help to digitalize sounds from a tape which was used by Buben to compose the great album released on Clinical Archives: Moral Transformations (ca377).
Larsp composes experimental electronic music. Larsp 's musical background started with classical music at the Conservatoire where he learnt the cello. In 2002. His first project under the name of PUPPET LE CURE, sounds like hard-techno vs. melodic orchestra, and an EP was signed by independent label CWK in 2002.




Empathy Kills - Fade Out (The video)

by Joséphine Muller

length: 53:15

offbv001 An OFF/BRUMA release
Le Mal D'Archive is a project at the turn of independent electronic and sound design that sees its distinctive feature in the intersection between two apparently irreconcilable worlds such as experimental music on the one hand and the "chanson" for the more harmonious and Matrix melodic heritage of Italian music on the other.

Leo Alves Vieira is a Brazilian composer, Born in February 13th, 1978. Composer of many soundtrack pieces, for theatrical and movie plays since 1994, Leo Alves Vieira has been writing for many other instrument formations in the 'academic' scene since 2001. His debut as a composer was at the XV Biennial of Brazilian Contemporary Music, 2003, with the piece "Estilhaços-Constante Volta ao Indeterminado" (2002) for acoustic and electronic instruments, played by OFELEX. His debut album "Sounds of the Orange Coloured Forest" was released in september 2006 by Pralaya Records, from Brooklyn/NY.
-Oh, vem! Anda para cima de mim! Penetra-me bem fundo! Eu amo-te tanto. Tu nem sabes como eu te amo tanto, meu querido. Desde o primeiro dia, lembras-te? Estavas tu parado no apeadeiro do autocarro. Sorrias para uma criança que dançava à tua frente. E eu, quis logo agarrar esse teu sorriso com os dentes. Eras tão cândido! Oh! Vem para cá! Fura-me! Anda! Tu olhaste para mim e continuaste a sorrir, como se a partir desse momento também eu fosse criança, uma criança bela e despreocupada. Eu logo ali me despedi do mundo para me devotar a ti, meu amor...
Entrei na morgue no dia mais feliz da minha infância. Os braços esticados, em forma de sono, impeliam-me majestosamente em direcção ao desconhecido por que eu tanto ansiava, em formas estridentes de loucura suave e pacífica. Encontrara pela primeira vez o verme longínquo e latente que me atormentara a consciência durante tantos anos, e a calma dos meus ossos assombrava a quietude do meu andar seguro pleno de convicção. Todas as dores em lençóis brancos sujos de mágoa, que eu visitara no meio do meu sono mais suave, desvaneciam-se agora sob o efeito de cada passo inclinado na escada sempre a subir do corredor que antecedia a porta alta e branca, de ferro lacado, pintalgada aqui e ali de manchas de ferrugem mais velhas do que eu.
A mente é por natureza um poço de perversão. A supressão das mais elementares ilusões, que nos vibram golpes de encanto de vigor esplendoroso, significa a estupidificação de tudo o que nos faz ser e estar. Antes estar morto que mal vivo. Os cadáveres não procriam deformações. E a maior enfermidade dos grous da modernidade é serem eles tão somente a sua própria negação. Uma imensidão de castrados que se arrasta pela civilização e geme de luxúria ao virar da esquina, com as frontes inflamadas na observação de um rabo bamboleante de mulher, todos a conspirarem um mau cheiro de nojo sobreaquecido, tudo a ver-se através dos olhos estúpidos de aves de rapina que voam à altura dos meus pés, tudo é extremamente porco! E deixem os cãezinhos em paz...
É febril
a sede de existência,
e o desejo de nojo e vis pensamentos.
Sangrentos ocasos de miséria e luxo!
Anseio
por mortes perenes e lívidas de desespero,
crónicos olhares de luxúria ao virar
de cada esquina.
Page 4 of 6

Most recent

Most read