menu

ASP

chevron_right
Airf'Auga 5

II

Bórgia Ginz

II

 

De facto, as forças produtivas, por si só, não conseguem determinar a sua necessidade. Isto é, a sua necessidade será apenas valorativa sob o ponto de vista da sua orientação, do objecto final da sua actividade, e não como dogma assumido no seio da inércia: um operário é, logo existe. A ser assim, será satisfeita apenas a necessidade dos orientadores das forças produtivas, dos detentores únicos do capital. Toda a sociedade ocidental se encontra ainda no interior escondido da caverna intelectual. E isso passa-se no tremendo desconhecimento do mito provocador do sonho. O esquema de organização social actual poderá sintetizar-se na pirâmide adimensional cujo vértice superior/central é orientador de todas as estratosferas que directamente realizam o trabalho segundo as suas premissas fundamentais. É inegável que as pessoas vivem num tempo, só poderia ser assim (?), mas é também inegável que não são as pessoas a determinarem a qualidade desse tempo. As forças produtivas realizam o seu trabalho como se tratasse de uma missão, produzindo e consumindo os artefactos que o centro orientador determinou segundo teorias académicas de marketing e gestão criadas de uma forma suposta e risívelmente científica, não para sintetizar o real como forma de coabitação necessáriamente humana, mas antes para o transformar de acordo com o objectivo máximo em que se tornou o dinheiro/poder obtido a partir da transacção. Torna-se óbvio que são as teorias supostamente Sociais(istas) os principais motores do capital ao imprimirem no indivíduo a ideia inercial de que está determinada a sua função de operário. Restando apenas ao indivíduo a procura do retorno suficiente à possibilitação da satisfação dos desejos criados pelo próprio capital: a existência do condenado será mais prazenteira se as algemas forem confortáveis.

Bórgia Ginz





  • cover play_circle_filled

    01. Molusco
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    02. Lin
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    03. Nomor in red
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    04. Liaison cu
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    05. Nowh er
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    06. Me my friends and the boys
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    07. Lac in fur
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    08. Yass U
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    09. On the side
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    10. Vai levar no cu
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    11. Sleepy Gaga
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    12. Over now
    RTP,Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    01. Lar am
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    02. Ofidys in vain
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    03. Lasmontor
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    04. Osd in the
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    05. Yasmin F
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    06. Sanz
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    07. Ronnor is bia
    Ian Linter

  • cover play_circle_filled

    08. Laretrt and the sun
    Ian Linter

play_arrow skip_previous skip_next volume_down
playlist_play